Troféu Rio Open por Antonio Bernardo


Das mãos acostumadas a trabalhar com joias, nasceram os grandiosos troféus do Rio Open, que valem mais de R$ 50 mil cada um. Responsável pela criação das peças que os campeões do torneio carioca vão levar para casa, o designer Antônio Bernardo superou o desafio de fazer pela primeira vez um troféu para um evento esportivo e reproduziu o Pão de Açúcar, um dos cartões postais do Rio de Janeiro, na honraria dada ao vencedor da chave de simples masculina. Depois do trabalho duro vem o desejo: ficaria agradecido se a peça fosse parar na estante de Rafael Nadal, número 1 do mundo e principal tenista em ação no Jockey Club Brasileiro, entre 15 e 23 de fevereiro.
- Eu aprecio o tênis e todos que estão no topo são meus favoritos. Tem o Nadal, que é o tenista mais falado. Tomara que ele ganhe, será um prazer. Espero que ele coloque (o troféu) em um lugar de destaque - disse Antônio Bernardo.


Tanto o troféu masculino quanto o feminino pesam 13,5kg. A malha, que simula uma rede de tênis, é toda feita em prata. As bolas que adornam as esculturas também são de prata e ainda ganharam um banho de ouro.
Depois de receber o convite da organização do Rio Open para fazer os troféus, Antônio Bernardo completou o trabalho há duas semanas. Foram vários desenhos pensados até alcançar o resultado final.
"É um processo de tentativa e erro. (Para o troféu feminino), eu comecei fazendo uma taça tradicional mesmo, com as malhas que eu já vinha usando nas minhas joias. Estava até bonita, mas achei que faltava alguma característica que a diferenciasse. Partimos para um formato ortogonal, pensamos na rede e na bola de tênis. E então dei uma sinuosidade, que acho que fala da mulher brasileira. Explorando essa sinuosidade (no troféu masculino), trouxe o ícone do Pão de Açúcar. Primeiro fiz algo plano, mas achei que ficava muito chapado. Aí fiz a tridimensionalidade e escolhemos o lugar onde colocar a bola" - explicou

fonte:GE

Nenhum comentário

Deixe seu comentário!

Tecnologia do Blogger.
TOPO