Preciosidades da Ponte Vecchio {Isablla Blanco}


Sempre que vou a Florença, na Itália, passo algumas horas apreciando as joalherias de Ponte Vecchio, principalmente as especializadas em joias antigas.
Nesta minha última visita à cidade, me debrucei em dois dos endereços mas importantes de lá: Giovanni Melli e Bernardo Antichittá. A primeira, com muitas joias italianas e vitorianas do século XIX e o segundo, com peças vitorianas e exemplares Art Nouveau, do começo do século XX.
Joias com coral e esmalte, além de camafeus de toda sorte (concha, coral, calcedônia e lava vulcânica) são a especialidade de Giovanni Melli. Um pente de cabelo em ouro e coral me chamou atenção não apenas pelo esmero da manufatura da joia, mas pela conservação do estojo orignal de couro, todo pirografado em ouro


Na Bernardo Antichittá, peças de platina e diamantes, coral e pérolas naturais eram oferecidas ao lado de itens de marcas como Bulgari e Bucellati.


Os preços? Bem, tudo o que é bom e autêntico tem o seu valor. Geralmente alto, bem alto. Mas olhar não custa nada...



Colunista - Isabella Blanco


Jornalista há 30 anos, fotógrafa e designer de joias, Isabella Blanco foi criadora da Revista Retrô – Coleções & Antiguidades, publicada no Brasil entre 2005 e 2008; fez cursos de design de joias na Escola Nova de Ricardo Mattar, em São Paulo; de História da Arte na Escola do MASP, em São Paulo, e no Museu do Louvre, na França; e de gemologia na AJESP – Associação os Joalheiros do Estado de São Paulo (2011), entre outros.

Isabella desenha suas próprias joias desde a década de 80, quando começou a estudar e colecionar exemplares de época, com ênfase nos períodos Vitoriano, Art Nouveau e Art Déco. Em 2009, lançou-se no mercado de joalheria e, em 2012 abriu seu ateliê em São Paulo.

Ainda em 2012, levou a mostra “Joias com História – Do Vitoriano ao Art Déco” para o Museu de Arte Sacra de São Paulo, encerrando os dois meses de exposição com um ciclo de palestras sobre a História da Joalheria dentro da São Paulo Design Week. Em 2013, participou do Salão de Artes no Clube A Hebraica, e da coletiva de joalheiros no lançamento da Maison Baccarat, ambos na capital paulista. Suas peças podem ser encontradas na loja do Museu da FAAP, na Central de Designers e em seu ateliê, todos em São Paulo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário!

Tecnologia do Blogger.
TOPO