Joias brasileiras fazem história na Alemanha

Em parceria com a Apex-Brasil e sob a curadoria da gemóloga Mariana Magtaz, o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos – IBGM ocupa, pela primeira vez, uma área especial da INHORGENTA em fevereiro de 2015. A feira de Munique é considerada o principal termômetro europeu no segmento de “affordable luxury” e reúne, a cada ano, cerca de 1.200 expositores (quase 50% de fora da Alemanha) com suas principais inovações e tendências nos mais variados setores das joias, relógios e acessórios.

Suzane Farias
Na próxima edição da feira, entre 20 e 23 de fevereiro, o lounge Brasilianischer Schmuck convidará o público a conhecer de uma maneira impressionante a história e o diferencial da joalheria brasileira: em um painel de oito metros de comprimen-to, imagens e descrições contam a trajetória do ramo ao longos destes 500 anos; já em duas vitrines virtuais, a abordagem histórica é complementada por um panorama contemporâneo sobre a produção e a criatividade artística dos designers brasileiros de joias. Esses profissionais extraordinários ressaltam cada vez mais a pluralidade das cores e formas das gemas e metais brasileiros, bem como de nossas madeiras e se-mentes exclusivas. Entre as obras exibidas pelas vitrines virtuais encontram-se trabalhos de artistas internacionalmente premiados como Emar Batalha, Miriam Mamber, Gloria Corbetta, Patricia Centurion, Paula Guaratini, Reny Golcman, Sonia Pasetti e Yael Sonia.


Desse modo, reforçada por seu forte mercado consumidor interno, a Joalheria B rasileira avança agora também na Europa. Em caráter mais corporativo, o Brazil Collective Jewelry (consórcio formado por empresas de joias de ouro e prata do Pará) estará em missão comercial na INHORGENTA, prospectando clientes e negociando sua partici-pação na edição de 2016.
Marcelo Pinhel
A feira registrou em 2014 quase 30 mil visitantes de 80 países. Klaus Dittrich, CEO da empresa responsável pela INHORGENTA (a Messe München Internacional), constata um “significativo aumento” do interesse, mencionando os últimos números de visi-tantes e expositores no evento. Embora os países de maior representatividade ainda sejam Áustria, Itália, Suíça, Holanda e República Tcheca, o crescente número de aus-tralianos, espanhóis, indianos e chineses aponta uma mudança no perfil de visitação.

Além dos pavilhões sofisticados, do “Inspiration Lab” e do excelente programa de se-minários em 2015, o lounge Brasilianischer Schmuck será, sem dúvida, uma fonte de inspiração especial para todos os presentes na INHORGENTA – um “point” inusitado e moderno que, de forma sustentável, confirmará a criatividade inovadora do Brasil e sua presença neste importante evento do setor joalheiro.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário!

Tecnologia do Blogger.
TOPO