[follow-me] 6 designers pra você seguir





A ideia aqui é sugerir durante esse ano @'s bacaninhas pra gente seguir.

Se vc tiver alguma sugestão envia pra cá joialerismo@hotmail.com




[@mundoisla] -   Por Ana Jacob e Luiza Bellizzi,

Feche os olhos e viaje ao paraíso. Sinta a areia sob seus pés, a brisa salgada soprando, ouça as ondas do mar quebrando... Esqueça as horas, por aqui contamos apenas os momentos. Entre conchas e corais, permita-se explorar as infinitas possibilidades de cores, formas e texturas que compõem a nossa ilha, onde tudo se transforma em inspiração para as nossas criações. 

Pedras, pérolas, madeira, couro e seda se mesclam a prata e dão forma a joias em tom rústico e irregular do ‘feito à mão’. Cada peça é singular, elaborada como se a própria natureza tivesse se encarregado de moldá-la sob os efeitos do tempo. Assim como se formam as ilhas. 


[@_anaporto_ ] -  Por Ana Porto



A N A P O R T O é uma marca de joias com pegada jovem. As peças com design simples e sharp são desenhadas para mulheres que gostam de acessórios com um twist chique e cool. 
Usando principalmente prata e pedras semipreciosas, a designer faz um trabalho de experimentação para desenvolver joias com design diferenciado. Todos os itens são feitos à mão e misturam formas orgânicas e geométricas na coleção de lançamento da marca.

[@anapassosjoias] - Por Ana Passos


Joias artesanais exclusivas, em ouro, prata, gemas brasileiras e outros materiais.

Minha arte está intrinsecamente vinculada ao fazer à mão, dar vida a um esboço a partir de gestos de uma arte ancestral. A Joalheria de Bancada representa a liberdade da criação artesanal, onde todas as etapas estão sob o poder do artífice. Ela tem como resultado a exclusividade da peça única.


[@voajoias] - Por Nathalie Kuperman e Lola Vaz



Criada pela dupla carioca Lola Vaz e Nathalie Kuperman em 2015, VOA lança sua primeira coleção de joias, trazendo peças em prata e ouro, com diamantes, turmalinas verdes e uma pedra especial: a pedra portuguesa. O uso da pedra portuguesa traz um conceito poético e profundo ao ressignificar o basalto negro usado na calçada do Rio de Janeiro atribuindo novas formas e sentidos. O resgate de memórias esteve presente desde o início, na criação das peças-piloto: as pontas de caneta tinteiro de ouro 14k encontradas na antiga loja do avô da Lola foram refinadas por ourives e transformadas em ouro 18k. Viva a beleza da transformação da matéria.

[@marcelacavalcantijoias] - Por Marcela Cavalcanti


"Comecei a fazer joias como forma de explorar minha imaginação e meu fazer manual. Nessa época, a joalheria ainda era um hobby, mas desde então esse sentimento não mudou: fazer joia, pra mim, continua sendo a melhor forma de unir cabeça e corpo, de colocar o tato e a criatividade para trabalhar juntos.

Cada peça é pensada, desenhada e produzida por mim. Ver que algo em que estive tão envolvida, mental e fisicamente, depois pode fazer parte do cotidiano de outra pessoa é imensamente gratificante. 

Gosto de pensar que minhas peças são um pedacinho de mim que toca o outro."



[@tissaberwnger] Por Tissa Berwanger 




Tissa Berwanger é designer joalheira com formação em design de produto (Puc-Rio, Brasil) e em design com metais preciosos e ourivesaria (Zeichenakademie Hanau, Alemanha). Ela desenvolve joias dentro da viabilidade técnica que ela mesma performa. Para ela produção e criação caminham juntos. Seu trabalho prospera na intensidade da riqueza das culturas brasileira e alemã.



E se puder segue nossa @rrobinha tbm :) @joialerismo




Nenhum comentário

Deixe seu comentário!

Tecnologia do Blogger.
TOPO