Pedras


Alexandrita
Muitas vezes descrito pelos aficionados por pedras como "esmeralda de dia, rubi à noite", alexandrita é a variedade do mineral crisoberilo que muda de cor e isso faz a gema muito rara.
Originalmente descoberto na Rússia na década de 1830, agora é encontrado no Sri Lanka, África Oriental, e no Brasil, uma pedra extremamente rara e valiosa.

                              A pedra ainda bruta e já percebemos a mudança de cor.

Agora ela polida, e em tons de verde e vermelho.

Assista a esse vídeo e veja a mudança de cor:


                                 



Kunzita
                                                 Uma das gemas mais apreciadas,embora seja menos tradicional e muito rara.
A kunzita destaca-se por sua bela cor rosada,às vezes lilás ou violeta-clara.
É transparente,forma cristais prismáticos longos,de brilho vítreo,com uma clivagem perfeita,o que dificulta sua lapidação,pois é sensível á pressão,partindo-se com muita facilidade.


Sua cor pode enfraquecer se  a gema for exposta de modo prolongado ao sol.
Ela tem esse nome em homenagem ao gemólogo  G.F.Kunz.


Marcassita

marcassita foi uma pedra muito requisitada no século 18 como substituta do diamante e durante o período art déco e art nouveau do início do século 20, quando se tornou muito popular.

Com a super valorização e elitização de pedras preciosas como rubis, esmeraldas, pérolas e diamantes, a marcassita foi um pouco deixada de lado, esquecida. Hoje em dia poucas pessoas usam joias com esse material. O que é uma pena, pois a marcassita é um mineral natural de brilho metálico muito bonito.
O nome vem da palavra árabe markashita da qual não se sabe bem o significado. Antigamente este era também o nome dado à Pirita (mineral com composição química semelhante).

Esmeraldas

A esmeralda oferece uma ampla variedade de qualidades e preços, permitindo opções ilimitadas na criação de joias. A combinação de cor, transparência e inclusões quase sempre visíveis imprime uma personalidade única a cada esmeralda lapidada.
As Esmeraldas Colombianas são as mais caras do mercado,por conta de serem quase sempre sem mitas inclusões.





Água Marinha

A água-marinha é uma gema cristalina que ocorre geralmente em tons pastéis; logo, quanto mais escura, mais rara e valiosa. É a mais tradicional das pedras preciosas brasileiras, sendo muito procurada internacionalmente. Águas-marinhas de grandes dimensões fazem parte de coleções de joias especiais.
São rara águas escuras,e normalmente não tem inclusões visíveis







Turmalinas

A turmalina ocorre numa ampla gama de matizes, cada variedade é batizada por sua cor principal. As mais importantes são: rubelita – a vermelha;







    

Indicolita – a azul;









Verdelita ou simplesmente turmalina – quando a cor verde prevalece;

 

 



Rubilta-vermelha;







Turmalina Melância






O Brasil é o maior produtor desta gema bela e popular. As turmalinas são muito apreciadas pelos designers, que desenvolvem sua criatividade através de seu amplo espectro de cores.

Das turmalinas a que eu acho mais incrível é Turmalina Melância.



Turmalina Paraíba



Há cerca de 600 milhões de anos, um acontecimento geológico único criou a mais espetacular variedade de gema do grupo das turmalinas - a turmalina "Paraíba". A turmalina Paraíba foi encontrada pela primeira vez no Brasil, no final dos anos 80, depois na Nigéria, em 2000 e mais tarde em Moçambique, em 2004.

A descoberta da turmalina Paraíba, após ser observada pela primeira vez pelo olho humano, cria um forte impacto emocional, em virtude de seu azul vívido e brilhante.

É amor à primeira vista: a gema tem um brilho interior só seu, um esplendoroso azul neon que toca o coração. É pura emoção! As turmalinas são encontradas em muitas cores, incluindo a azul (indicolita), mas, em virtude da presença de pequenos traços de cobre e manganês, uma nova cor azul ou azul esverdeada foi descoberta, uma cor brilhante e única, nunca vista antes, o que tornou possível estabelecer-se uma nova variedade de turmalina, denominada turmalina "Paraíba".

A turmalina Paraíba cativou desde o início o mundo das pedras preciosas, por sua beleza e cores eletrizantes. Elas tornaram-se populares quase que instantaneamente, e hoje estão entre as mais procuradas e valiosas gemas do mundo. As expectativas apontam sempre para preços mais altos, visto que a demanda cresce em passos mais largos que a oferta. Valores de cinco dígitos por quilate não são incomuns para gemas azul neon de boa qualidade e para as azuis esverdeadas de mais de 5 quilates.




Diamantes


Incomparável por sua capacidade de concentrar e transmitir luz, o diamante lidera o mundo das gemas como símbolo do amor e da eternidade. Produzido em muitas regiões do mundo, inclusive no Brasil, está presente em quase todas as joias de qualidade, como pedra principal ou como complemento para gemas de cor.


De incolor a matizes de amarelo-claro, em uma escala de D a Z. Cores fantasia ("Fancy Colors") são outra categoria, que inclui amarelos mais intensos, marrom, rosa, azul, negros e muitas combinações destas cores.

 A pureza é determinada em uma escala de dez categorias.

E para você ter melhor esclarecimentos sobre os diamantes, sugiro que leia este post aqui.



Ametista



A mais antiga das pedras preciosas usada pelo homem, com registros datando de mais de 25.000 anos. A lapidação correta de um bom cristal de ametista pode prover uma gema violeta de grande beleza. Bela e de preço acessível, a ametista está entre as pedras preciosas mais populares.

As muito claras ou muito escuras são menos valiosas. A de cor púrpura intensa é a de melhor qualidade.

Sem inclusões visíveis, mas às vezes pode-se perceber a irregularidade típica da distribuição de cor. Uma lapidação correta é essencial para a distribuição da cor

 


fonte:amsterdamsauer.com.br
Tecnologia do Blogger.
TOPO